Legislativo de Paramirim emite moção de congratulações ao Monsenhor Pedro Olímpio dos Santos

MOÇÃO DE CONGRATULAÇÕES Nº 08/2017

EMENTA: CONGRATULAÇÕES AO MONSENHOR PEDRO OLÍMPIO DOS SANTOS PELOS 50 ANOS DE ORDENAÇÃO PRESBITERIAL.

Autor: Vereador GEORGE LUIZ MAGALHÃES TANAJURA E OUTROS

Propomos à Mesa Diretora, nos termos dos arts. 105 e 106 do Regimento Interno Cameral, MOÇÃO DE CONGRATULAÇÕES ao Monsenhor Pedro Olímpio dos Santos pelos 50 anos de ordenação.

O Monsenhor Santos foi o primeiro sacerdote da Diocese de Paramirim, onde sempre trabalhou.

Natural de Livramento de Nossa Senhora, foi ordenado padre em 8 de dezembro de 1967. De janeiro a março de 1968, ele serviu, simultaneamente, às Paróquias do Santíssimo Sacramento de Rio de Contas e São João Batista de Dom Basílio.

Em 28 de março do mesmo ano, assumiu a Paróquia de Santo Antônio de Paramirim ao lado do então vigário, o padre Benvindo Pereira. Com a morte deste, em 17 de setembro de 1971, tomou posse como Vigário (ofício que hoje corresponde ao de pároco) das Paróquias de Nossa Senhora do Carmo de Água Quente (atual Érico Cardoso) e Santo Antônio do Paramirim, permanecendo nesta, como Pároco até a posse de seu sucessor, o padre Samuel Neves Silva, no dia 07 de fevereiro de 2016.

Em Paramirim, além da assistência paroquial dada ao povo de Deus, o padre Pedro se destacou em vários trabalhos sociais como a fundação do Sindicato dos Trabalhadores Rurais e da Escola “Família Agrícola”, além da implantação do MOBRAL.

De novembro de 1981 a janeiro de 2003 foi o coordenador diocesano de pastoral da Diocese de Livramento de Nossa Senhora, bem como o seu Vigário Geral de 1991 até a posse de seu sucessor, o mesmo que, recentemente, o sucedeu em Paramirim. Também em 1991 foi designado membro do Colégio dos Consultores. Ao assumir a Diocese, em 18 de abril de 2004, Dom Armando Bucciol, além dos ofícios já existentes, acrescentou ao padre Pedro Olímpio o de Ecônomo Diocesano, até ser sucedido pelo padre Samuel.

Ao completar 40 anos de ministério sacerdotal, a pedido de Dom Armando Bucciol, o padre Pedro recebeu da Santa Sé o título honorífico de Capelão de Sua Santidade.

Nesta hora de transição, o que se passa, o que fica, o que prevalece? Ao sucessor passa-se a responsabilidade pastoral e administrativa, as exigências de um ministério cada vez mais desafiador, a necessidade de se estar diuturnamente à disposição do povo; fica a leveza do ministério a ser exercido conforme as forças e a possibilidade, a teor do Direito; prevalece o amor construído, a amizade alimentada, a Ação de Graças pelo que se fez.

Assim é o curso da vida: Vai-se o pároco e fica o amigo, sai o Vigário geral e permanece o irmão mais velho dotado de experiência e de palavras de ânimo, tão necessárias à vida dos mais jovens e caminheiros quanto os ofícios, que existem por necessidade, visando o bem do povo de Deus.

Continuando em Paramirim, por escolha, o Mons. Santos terá a possibilidade de ajudar seu sucessor, na medida das forças, e poderá continuar a desfrutar da amizade dos seus paroquianos, construída pelo testemunho e serviço aos quais ele entregou os melhores anos da sua vida.

Pelo belo trabalho, história e dedicação à nossa comunidade, oferecemos a presente Moção de Congratulações ao Monsenhor Santos.

Paramirim – BA, 06 de dezembro de 2017.

Antonio Maria Sousa Ramos Vianna

George Luiz Magalhães Tanajura

Orlando Flor e Silva

Sidimar Neves da Silva

João Batista Rodrigues Silva

João de Almeida

Gilberto Marques Silva

Antonio José Rodrigues

Antonio Francisco dos Santos Neto

Cleuziomar Lima dos Santos

Antonio Marques de Souza

Esta entrada foi publicada em 2017, Moção. Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Os comentários estão encerrados.